0 Um belo papo no UP Notícias, da TV UP de Umuarama.


Nesta sexta-feira (07/10/11), tivemos um bate papo com a jornalista Lizandra Gomes, do UP Notícias, da TV UP, canal aberto de Umuarama (PR), nossa cidade natal e atual moradia da Lizandra, que acompanha nosso trabalho desde os idos de 2007, quando ela fazia o Programa Garagem e o Café a La Carte, da Rádio Cesumar de Maringá.

Fica o grande abraço à equipe da TV UP, esperamos voltar sempre, afinal é sempre bom rever os amigos.


0 Paraná inspira artistas dos mais diversos estilos musicais


Usando uma expressão bastante conhecida, é possível dizer que o Paraná já foi cantado em verso e prosa. As belezas do estado e as características de seu povo já renderam canções nos mais diversos estilos: rock, reggae, sertanejo e até funk carioca.

A seguir você conhece ou relembra algumas das músicas que têm a cara do paranaense:

‘Bicho do Paraná’, João Lopes
A música, que já foi tema de comercial de televisão na década de 1980, se tornou uma espécie de hino extra-oficial do Paraná. Misturando música caipira e rock’n roll, João Lopes exalta o orgulho de ser paranaense. De acordo com ele, a canção nasceu após uma tentativa frustrada de fazer sucesso no Rio de Janeiro.

‘A Barca’, Djambi
Um dos principais destinos turísticos do Paraná, a Ilha do Mel é o reduto de milhares de jovens que buscam diversão no litoral. A Djambi, uma das principais bandas de reggae do estado, aproveitou o clima ‘paz e amor’ do local para fazer esta música, que canta as belezas da ilha e também orienta os turistas, para que não deixem sujeira no local.

‘Lá Vai o Trem’, Blindagem
A mais famosa banda de rock paranaense também fez sua homenagem à riqueza turística e natural do Paraná. Na levada do blues, o saudoso Ivo Blindagem canta o trajeto percorrido pelo trem que corta a Serra do Mar entre Curitiba e Paranaguá. “Beleza como esta você só encontra aqui”, garantem os roqueiros.

‘Paraná Querido’, Milionário e Zé Rico
“Paraná querido sua terra e seu povo eu venho de novo homenagear”. São os primeiros versos cantados pela consagrada dupla sertaneja. A homenagem cita nada menos que 61 cidades paranaenses. Apesar de ser pernambucano de nascimento, José Rico foi criado no município de Terra Rica, no noroeste do estado.

‘Mulher do Paraná’, Fernando e Sorocaba
Fernando e Sorocaba se conheceram em Londrina, onde formaram a dupla que hoje é um fenômeno entre os fãs da música sertaneja. O sucesso não fez com que os dois esquecessem suas origens, especialmente o público feminino. Nesta música, relatam o encontro com a moça mais bonita que já viram no Paraná.

‘Nas Esquinas de Umuarama’, Nevilton
Da cidade de Umuarama, no noroeste do Paraná, vem a banda de rock Nevilton, que começou a ganhar projeção nacional no ano passado. Os rapazes foram considerados uma das principais revelações do cenário roqueiro. Uma de suas primeiras músicas relata um misto de tédio e encantamento com a vida no interior.

‘Curitiba Funk City’, Bonde das Impostora
Um paulista, uma carioca e uma curitibana formam este trio, que trouxe para a capital paranaense o deboche do funk. A letra faz graça com tudo aquilo que caracteriza o universo da capital, como o frio, o ligeirinho e o linguajar característico. O refrão não poderia ser mais emblemático: “leite quente dá dor nos dente”.

Veja a matéria original AQUI.
Publicado em 01 de Outubro de 2011, às 09h29min
Fonte: Frizz / Gazeta do Povo


0 “De Verdade” na Folha de São Paulo


E já começou a sair na imprensa as notícias sobre o lançamento do nosso primeiro álbum, o “De Verdade”, que já está prontinho e aguardando ordens para aparecer por perto de vocês!
Vejam a matéria que saiu hoje, na Ilustradada da Folha de São Paulo. E aproveitem para ouvir Fortuna, uma das músicas inéditas que estarão no disco, publicada no blog Remix, também da Folha.
Reproduzimos a matéria pra vocês:
………
FOLHA DE SÃO PAULO
14/09/2011 – 10h48

Banda paranaense Nevilton lança seu 1º disco, “De Verdade”

CAROL NOGUEIRA

DE SÃO PAULO

O nome pode parecer de músico em carreira solo, mas Nevilton Alencar, 24, faz questão de dizer que a banda é que leva o seu nome.
É engraçado. “Uma vez rolou até um: ‘Como? Ney & Vitor?'”, ri o paranaense, que canta ao lado de Tiago Lobão (baixo) e Flipi Stipp (bateria).
Em breve, Nevilton não vai ter de explicar que não é banda sertaneja, mas de rock.
O grupo lança neste mês seu primeiro disco, “De Verdade”, que tem tudo para ficar entre os melhores do ano. A banda venceu na semana passada a categoria Experimente do Prêmio Multishow.

Divulgação
Os membros atuais da banda Nevilton, que lança agora seu primeiro álbum
Os membros atuais da banda Nevilton, que lança agora seu primeiro álbum
Em 2010, quando lançou o EP “Pressuposto”, a banda conquistou a crítica musical. “Agora, esperamos conseguir fazer pelo menos o dobro do barulho”, diz Nevilton.
A versatilidade do grupo é uma de suas principais características. “Nossas influências vão de Chuck Berry e Elvis até Titãs, Paralamas e Barão Vermelho”, conta.
Cazuza é, aliás, influência em músicas como “A Máscara”, nas quais a veia “poeta” de Nevilton chama atenção.
Com simplicidade e delicadeza, as letras destrincham situações e sentimentos complexos cotidianos.
Os próximos shows são em Campinas (17), Bragança Paulista (24) e São José dos Campos (25). Em SP, só no dia 21 de outubro, no Studio SP.
Ouça a faixa “Fortuna” no blog Remix

DE VERDADE
ARTISTA Nevilton
LANÇAMENTO Sombrero/Fora do Eixo
QUANTO R$ 15


2 Fomos vencedores no Prêmio Multishow 2011!!!


Foto por Ronaldo Rajar

E foi no Rio de Janeiro, dia 06 de Setembro de 2011, pra nossa surpresa e felicidade, que fomos vencedores da categoria Experimente do Prêmio Multishow 2011 (pela votação do Juri)!

Assista a hora da entrega do prêmio neste vídeo:

Apesar do empate a categoria, é uma grande honra poder dividir esse prêmio com artistas de alta estirpe como são o MoMo e o Criolo.

Obviamente agradecemos e dividimos as glórias desse prêmio com todas as pessoas que acreditaram no nosso trabalho, nos ajudaram e mantiveram a banda viva e na estrada.

Muito Obrigado, minha gente!

E que venham outros tantos prêmios!

0 Nevilton entre os finalistas da Categoria Experimente, no Prêmio Multishow 2001!


Em todos os anos o Prêmio Multishow, talvez o prêmio mais importante e popular da música no Brasil, foi feito por voto popular, pela internet. Mas esse ano teve uma diferença, além dos escolhidos por voto popular, os finalistas também foram selecionados por um júri especializado (formado por 10 críticos de música e jornalistas de diferentes veículos). Entre os selecionados para a final na categoria Experimente, estão Momo (http://www.myspace.com/momoproject), Criolo (http://www.myspace.com/criolomc) e o nosso umuaramense Nevilton (http://www.nevilton.com.br).
Então agora é só sintonizar o canal Multishow nesta terça-feira, 06 de Setembro, à partir das 21h, assistir a belíssima festa lá na HSBC Arena do Rio de Janeiro e torcer para que a gente ganhe essa parada!
http://video.globo.com/Portal/videos/cda/player/player.swf
Vamo lá, Mazzeo!


0 MultiRock Brasil : Nevilton na MultishowFM


É isso aí, galera! Rolou uma participação muito bacana no programa MultiRock Brasil, na Multishow FM. Um programa que apresenta a nova cara do rock brasileiro, reverencia os clássicos e abre o microfone para quem está dando duro na estrada. A apresentação é do jornalista PH Martins.

Falamos de estrada, mudança, disco novo e demais planos. Além de ter rolado uma sonzeira incrível, escute aí: http://cot.ag/kYqbAg


0 Nevilton no “Tem Uma Banda na Nossa Casa”.


Aqui vai o nosso episódio do “Tem Uma Banda na Nossa Casa”, da MTV!


O “Tem uma banda na Nossa Casa” deste ano começou com uma webrace com dois grupos concorrendo a um show nosso todo particular. Cada grupo ganhou uma conta de twitter e facebook para mobilizar e fazer suas campanhas. O grupo vencedor foi o de número 1: da Marília, Danilo, Nicole e Deise… o show foi muito bacana! As gravações também: um dia com a gente, pegando algo relativo a nossa rotina, outro com o grupo 1 e pra fechar com chave de ouro, o show na casa da turma! Foi uma experiência excelente! Muito obrigado a todos os envolvidos, desde as votações e mobilizações na web até a turma da técnica e finalizações do programa! Ficou muito bonito! Valeu mesmo!

0 Saímos no Caderno G, da Gazeta do Povo !


A equipe da Gazeta do Povo, o jornal de maior circulação do Paraná, esteve aqui em Umuarama e fez uma matéria com a gente. A matéria saiu hoje [08.03.2011] na Gazeta do Povo, no Jornal de Londrina e na Gazeta Maringá. Vejam que legal que ficou!
Leia na página da Gazeta do Povo.

ou direto aqui, no nosso blog:

Umuarama tem rock na veia
Nevilton ultrapassa limites da internet e se torna conhecida em festivais, mídia especializada e até na tevê aberta

Publicado em 08/03/2011TATIANE SALVATICO, DA GAZETA MARINGÁ
Três caras, a paixão pelo rock e a vontade de ter uma banda. Essa combinação pode ser encontrada muitas vezes mundo afora. Mas a Nevilton é mais do que isso. É o “fino rock presidencial”, uma alusão etílica (mais especificamente, ao Conhaque Presidente) que combina muito bem com a música viciante produzida pela banda do interior do Paraná. 

O trio é formado por Nevilton de Alencar Junior, guitarra e voz, de 24 anos, Tiago “Lobão” Inforzato, baixo e backing vocals, de 30 anos, e Éder Chapolla, bateria e backing vocals, de 26 anos. A banda de Umuarama, no noroeste do estado, está ganhando os palcos e fãs em todo o Brasil.
Desde sua formação, em 2007, a banda já tocou em todas as regiões brasileiras. Participou dos principais festivais do país, como Abril pro Rock, em Recife; Conexão Vivo, em Belo Horizonte, Oi Novo Som, em Curitiba; Calango, em Cuiabá; Festival do Sol, em Natal; PMW Rock Festival, em Palmas, no Tocantins, e Demo Sul, em Londrina. Mas a abertura do show do Green Day, em outubro de 2010, foi a apresentação que rendeu mais repercussão à Nevilton. “Participamos de um concurso da MTV em que concorremos com mais de 700 bandas. A última etapa era um show no Inferno Club, em Sampa. Lá, um júri de pessoas ligadas à música nos elegeu e, por isso, abrimos o show do Green Day”, conta o vocalista. 
Lobão acredita que a abertura do show da banda americana foi importante para que a Nevilton se tornasse conhecida por um número maior de pessoas. Desde o ano passado, o clipe de “O Morno”, um registro on the road da banda, aparece constantemente na programação da MTV Brasil. Além disso, o EP Pressuposto foi eleito o 4.º melhor disco de 2010, pela revista Rolling Stone, uma das publicações musicais mais respeitadas do país. Para o vocalista, o reconhecimento é a uma evolução do trabalho da Nevilton. “É muito bom saber que estamos entre as bandas que representam o Paraná. Ficamos muito felizes.”
Los Angeles 
Nevilton e Lobão se conheceram tocando em bares de Umuarama. Mas a história da banda começa em 2006, quando o vocalista e Tiago Lobão resolveram morar em Los Angeles, na Califórnia. Na época, Nevilton cursava o penúltimo semestre do curso de Letras, na Universidade Estadual de Maringá (UEM), e o baixista trabalhava como bancário em Umuarama. “Eu quase morria. O que ajudava é que nessa época a gente fazia parte da Superlego, uma banda de covers, e eu também tocava com uma banda de rock dos anos 1970. Largamos tudo e fomos para Los Angeles”, lembra o baixista. 
“A gente foi pra lá para aprimorar o inglês, porque era a terra do Guns N’ Roses e porque Los Angeles é Los Angeles”, resume Nevilton. Durante a fase embrionária da banda os dois trabalharam como apoio de grandes shows como Supreme, Steve Wonder e do próprio Guns N´ Roses. Além disso, a dupla tocava música brasileira em bares famosos, entre eles um de propriedade do ícone do blues B.B King. 
O choque cultural foi importante para a profissionalização da Nevilton. “A gente sabia que lá acontecia alguma coisa diferente, mas ainda não sabia o quê. Vimos que tudo funciona como uma indústria, que é preciso pensar na música como produto. Mas é claro que não podemos deixar a arte de lado. Não faria sentido”, justifica Lobão. 
No ano seguinte a dupla voltou para o Brasil. Nevilton chegou em abril, e começou a organizar a banda. Quando o baixista voltou, as coisas já estavam encaminhadas. No dia 30 de junho de 2007, Nevilton, Tiago Lobão e Fernando Livoni (baterista original) fizeram a primeira apresentação da Nevilton, na festa de 15 anos da irmã do vocalista. 
Mais tarde, a experiência em LA virou uma música, apresentada durante o Femup (Festival de Música e Poesia de Paranavaí). A música “Conto até pro Belchior” falava sobre a vida de Nevilton e Lobão na Califórnia. “A gente viveu tanta coisa legal por lá que pensamos: pô, isso eu conto até pro Belchior”, explica Nevilton. O músico carioca é um dos ídolos do vocalista, que o considera “instrumentalmente muito fino”.
Início 
“Sombrero” e água fresca 
Os primeiros ensaios da Nevilton eram nos fundos da papelaria da família de Nevilton, na Avenida Paraná, região central de Umuarama. O local foi batizado carinhosamente de “Sombrero”. O nome foi escolhido por se tratar de um “estúdio móvel”. “Levamos nossos equipamentos para onde queremos. É como um sombrero, útil que só”, explica o bem-humorado Nevilton. 
“Nos fins de semana rolava uma competição sonora com o bar do lado que tocava sertanejo”, conta Lobão. Mas a disputa com o gênero mais famoso do interior não se restringia apenas ao espaço sonoro. Lobão explica que, para tocar, a Nevilton também precisava produzir as festas. “Aqui não tinha um espaço específico pra gente. Além disso, no interior sempre existe uma galera carente de boas opções. Então, a gente tocava, trazia as bandas, alugava a chácara e comprava a cerveja.” 
Segredo 
Web foi o trampolim para o sucesso 
A música produzida nos fundos da papelaria do pai de Nevilton começou a ganhar destaque graças à divulgação nas redes sociais. O baixista Lobão acredita que MySpace, TramaVirtual, Orkut, blogs e, posteriormente, Facebook, foram muito importantes para o crescimento da banda. 
A partir de 2009, as gravações se tornaram mais profissionais. Em março daquele ano, a banda, ainda com a formação original, foi para São Paulo gravar as faixas “Pressuposto” e “Vitorioso Adormecido” no YB Studios. A mixagem foi feita por Tomás Magno. 
Para terminar a gravação do EP Pressuposto, as gravações ocorreram no “Sombrero”, em Umuarama. “O Morno”, “Do que Não Deu Certo” e “Singela” foram registradas dois dias depois de o baterista Chapolla entrar na banda. O processo foi rápido: um dia de ensaio e, em seguida, dois dias de gravação. 
As gravações na sala de ensaio irão integrar o CD De Verdade, que deve ser lançado ainda este ano. Serão 14 músicas, incluindo as já divulgadas no Pressuposto. 
Com o compacto gravado, a banda ganhou a atenção da Agência Fora do Eixo (que auxilia outras 14 bandas autogestoras, entre elas Do Amor e Macaco Bong) e Compacto REC (site que divulga álbuns virtuais de bandas brasileiras independentes). 
A Fora do Eixo foi a responsável pela lançamento virtual do EP Pressuposto, em fevereiro de 2010. Somente no primeiro mês, o EP teve mais de mil acessos. Em abril, a agência organizou a turnê Nordeste, em que a Nevilton, junto com outras bandas independentes, passou pelas principais capitais da região, além de Belo Horizonte, em Minas Gerais. Durante a turnê, o EP já era físico e foi vendido e distribuído durante os shows. 
“A Fora do Eixo é um aprendizado. A galera da organização, divulgação, bandas, todo mundo troca informações e aprende com o outro”, conta Lobão. Apesar de se tornarem conhecidos na internet, eles negam qualquer estereótipo. “A gente nem usa pulôver”, brinca o tímido Chapolla, em referência ao look adotado pelas bandas indies do hemisfério norte, como The Strokes e Interpol. 
Mudança 
Em breve, a Nevilton deve fixar residência em São Paulo, já que, segundo a banda, é lá onde tudo acontece. “Agora estamos em um limbo entre as turnês. Então, vamos aproveitar alguns dias em Umuarama”, conta Lobão. Neste período, a banda deve se dedicar aos ensaios para os próximos shows. A sala de ensaios, nos fundos da nova papelaria da família de Nevilton, ganhou reforço: uma bateria novinha comprada durante esta entrevista. 
Em janeiro, o trio passou uma temporada na capital paulista, na casa de amigos e parentes. “Por enquanto vivemos para a música. Ainda não dá pra viver da música”, justifica Nevilton. 
Serviço: Saiba mais sobre a Nevilton no MySpace (myspace.com/nevilton) e no site da banda (nevilton.com.br).